Segredos da Anitha

julho 14, 2009

Basta! [ainda]

Ah! essa insistência
no não querer as luzes acesas
nem que a música se acabe
noite sempre perfeita
diversão a todo custo
uma liberdade quase palpável
brincadeira pra não brincar
fogo que queima
e sempre me fere no final
um basta já foi dado
porém nunca respeitado
segue a vida na noite
sem limites
limitada pelo dia
o dia seguinte
das lágrimas na privada
da cura pela agulhada
passam-se os dias
curte-se o exagero das noites
até os limites do corpo
e o adoecer da alma
posted by Anitha at 9:25:00 AM

3 Comments:

"e eu busco a cura dessa minh´alma doente de você".

18 de julho de 2009 15:50  

que a agulha seja de tricô.
e que a alma seja respeitada, mais que tudo.

18 de julho de 2009 16:33  

sim...

21 de julho de 2009 19:33  

Postar um comentário

<< Home